Como Estudar

04/04/2013 17:26

Antes de iniciar um período de estudo, a primeira coisa com a qual você deve-se preocupar é com sua disposição mental, ou seja, se está disposto a aprender naquele momento. Caso não esteja, o estudo, certamente, será enfadonho, cansativo e dificilmente trará algum resultado positivo.

A mente é como um solo onde pretendemos plantar algo. Não é preciso ser um agricultor profissional para saber que a fim de obter uma boa colheita, é necessário um preparar prévio do solo, arrancar ervas daninhas, etc.

O estudante que deseja colher o aprendizado e a aprovação deve preparar bem o solo de sua mente. A primeira atitude que ele deve tomar é a de avaliar sua disposição mental, perguntando-se a si mesmo: minha mente está disposta e pronta para o aprendizado ou contém algumas ervas daninhas que vão sufocar o crescimento da boa semente do conhecimento?

Dentre os principais fatores que tornam a mente indisposta para aprender destacam-se: pensamentos negativos (senso de incapacidade e de que não vai conseguir aprender, pois o assunto é demasiadamente difícil); temores (medo da reprovação e de suas consequências); barreiras entre o aluno e o professor, muitas das quais são criadas quando se dá crédito ao que outros dizem acerca da matéria e do professor (ninguém consegue ser aprovado nessa matéria, esse professor é terrível, etc.); dispersão e falta de concentração.

Por outro lado, há elementos que contribuem para tornar a mente pronta e apta para aprender, um deles é o grau de interesse no assunto a ser estudado. Mas, o que fazer quando o assunto parece chato e difícil? Nesse caso você deve encarar o processo como um desafio, procurando descobrir algo de interessante relacionado ao assunto, como por exemplo, o fato de que o mesmo está lhe proporcionando uma oportunidade de crescimento e de superação.

Outro fator motivador é o ato de olhar para trás e ver o que já foi conseguido, ou seja, os assuntos que já foram estudados e aprendidos. Faça uma lista das coisas que você aprendeu desde o primeiro dia de aula. Pense consigo mesmo: eu já subi vários degraus da escada da construção do conhecimento e vou conseguir subir mais esse!

A expectativa de uma a avaliação pode contribuir ou não para o aprendizado. Ela contribui quando reforça a motivação para o estudo, levando o aluno a escolher estudar em vez de se dedicar a outras atividades. Para alguns, entretanto, o pensamento de que haverá uma avaliação causa revolta, medo e ansiedade exagerada. Tais sentimentos são como ervas daninhas que sufocam o aprendizado e, portanto, devem ser combatidos.

Agora é com você! Como está o solo de sua mente?

Continue acompanhando nossas postagens. A próxima dica desta série Como Estudar abordará o tema Planejamento e Seleção do Material de Estudo.